OBRAS SOCIAIS DA CMV SÃO CENTRALIZADAS NO CENTRO DE ACOLHIDA BETÂNIA, AMPLIANDO O APOIO À POPULAÇÃO ASSISTIDA PELOS PROJETOS SOCIAIS E CULTURAIS

 

Fiel à sua missão evangelizadora e de ajuda aos pobres, a Comunidade Missionária de Villaregia (CMV) vive constantemente um processo de renovação de suas ações sociais e missionárias, ainda mais neste tempo, que apresenta novos desafios.

Resolvemos continuar com todas as ações sociais, que já estão acontecendo, e aumentar o número de beneficiários, principalmente junto à população mais vulnerável.

Queremos também dar vida a novas atividades sociais que respondam às necessidades da população mais carente no bairro Betânia, em outros bairros pobres e, futuramente, em outros estados brasileiros. Queremos ser cada vez mais uma “Igreja em saída”, que chega também a quem está longe.

Tornou-se fundamental reorganizar os espaços físicos destinados à ação social, visando um melhor aproveitamento das estruturas e uma melhor sustentabilidade das atividades. Já centralizamos no Centro de Acolhida Betânia (CAB) a execução de alguns projetos que, até alguns anos atrás, aconteciam no Centro Cultural Esportivo Betânia.

Isso possibilitou uma expressiva redução de custos, proporcionando maior comodidade para os beneficiários (cerca de 200 crianças, vinculadas ao CAB, e mais de 120 integrantes da Orquestra Jovem Sinfonia de Betânia), além de novas possibilidades para a realização de outras ações sociais.

Com a centralização de alguns projetos no Centro de Acolhida Betânia, o espaço do Centro Cultural Esportivo Betânia tornou-se subutilizado e disponível para uma nova destinação mais estratégica que foi aprovada inclusive pelo Vaticano, em vista das finalidades sociais que queremos alcançar. Por isso, o terreno foi alugado para uma empresa, que irá adequar o espaço para um imóvel comercial (atacarejo). O aluguel arrecadado terá o objetivo de sustentar as atividades sociais, cada vez maiores e descentralizadas. O empreendimento comercial propõe a criação de novos empregos, permitindo o aumento do desenvolvimento na região.

O recurso do aluguel, mesmo sendo uma grande ajuda, cobrirá somente uma parte das despesas da ação social. Por isso, é indispensável poder contar com as doações de quem já contribui e de novos benfeitores.

Juntos, com a Graça de Deus e com a oração e a ajuda de todos, podemos construir um mundo melhor, também a partir da novas ações sociais e missionárias que nos aguardam de agora em diante.

O Senhor conceda à humanidade a graça da libertação da pandemia do Covid, abençoe nosso amado Brasil e o mundo inteiro.

 

Belo Horizonte, 12.09.2020