Stefania Melegari partenza CMV

Entre quem chega e quem parte, se renova o ardor missionário em Villaregia! Simão Fonsato, Sergio Marangoni e Luigina Posocco voltaram para a Itália depois de alguns anos de serviço missionário, respectivamente no Brasil, em Porto Rico e no Peru. E Stefania Melegari continua o serviço missionário em Porto Rico.

A vida do missionário é um contínuo sair de si mesmo, um sim renovado na vida quotidiana. Ao mesmo tempo, o “partir”, o arrumar as malas para se colocar a caminho de uma nova aventura é um dos momentos mais importantes da vida de um missionário. A experiência é intensa tanto para quem “parte” quanto para quem “retorna”. Cada um “deixa” um lugar, uma cultura... mas sobretudo deixa muitas pessoas com as quais foram construídos laços de fraternidade. A experiência vivida se torna riqueza que ilumina a nova experiência que se está começando. E assim o missionário se faz “migrante”, decide se colocar a caminho para encontrar as pessoas, para chegar às “periferias geográficas e existenciais” e partilhar com os últimos um pedaço de estrada, um pedaço de vida”!

 

 

(Simão Fonsatto ao centro com alguns missionários e missionárias)

Os irmãos missionários de Villaregia deram as boas vindas, nestes dias, a Simão, Sergio e Luigina: “Acolhemos vocês no meio de nós com alegria – disse um amigo missinário – a partilha da vida de vocês e dos irmãos que conheceram no exterior, serão um presente importante para nós e para o povo italiano. Queremos continuar a semear juntos o Reino de fraternidade universal.

 
(a partir da esquerda Luigina Posocco, pe. Giorgio Parenzan e Stefania Melegari)

A Comunidade quis agradecer a Stefania: “Obrigado por esses dois anos juntos na Comunidade de Villaregia, obrigado pela sua alegria e disponibilidade. Fazemos votos que continue a partilhar o sorriso e o Amor de Deus com os nossos irmãos de Porto Rico o sorriso e o Amor de Deus. Acompanhamos você com as nossas orações! ”

 
(a partir da esquerda Sergio Marangon com alguns amigos missionários)

“Fazemos votos que todos – afirma um missinário – tenham a oportunidade de sempre renovar o ardor missionário. De fato, a missão não é uma coisa para poucos especialistas. Todos somos chamados para sair de nós mesmos e ir ao encontro de quem sofre ou está sozinho. A Igreja inteira é missionária.”

 

Lotteria Missionaria CMV 2020